"Para mi solo recorrer los caminos que tienen corazón, cualquier camino que tenga corazón. Por ahí yo recorro, y la única prueba que vale es atravesar todo su largo. Y por ahí yo recorro mirando, mirando, sin aliento". Don Juan Matus

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

RAÍZES - Proposta Pedagógica para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Indígena

RAÍZES: A AMÉRICA INDÍGENA E AFRICANA
O VALOR DOS ENSINAMENTOS ANCESTRAIS
O que é?
Propostas pedagógicas, palestras, práticas e formação para professores e educadores, além de atividade pedagógica em escolas, para estudantes de diferentes faixas etárias, por meio de ensinamentos e práticas ancestrais, que abordam temas como Ecologia Integral[1] e Ecologia Profunda[2], voltadas a contemplar o cumprimento das leis 10639/03 e 11645/08, que incluem no currículo oficial das escolas o ensino da temática “História e Cultura Afro-brasileira e Indígena”.

Apresentação:
O conhecimento nativo, de diferentes culturas; de sul a norte, das florestas aos desertos, de vales e montanhas; de todo o extenso continente americano, assim como as tradições ancestrais africanas e outras ao redor do mundo, sempre teve um elemento em comum: o profundo teor ecológico!
Tendo como base as tradições nativas americanas e africanas, o Programa Pedagógico Raízes busca trabalhar conceitos atuais como Ecologia Integral e Ecologia Profunda, Identidade Racial e Diversidade por meio de ensinamentos ancestrais. Utiliza, como pedagogia para alcançar esse propósito, além de palestras e atividades teóricas, vivências e práticas que são discutidas e analisadas em circulo pelos participantes.
Os ensinamentos teóricos são contextualizados e identificados no tempo e espaço, suprindo lacunas historiográficas e oferecendo subsídios para o ensino da história e cultura ameríndia e afro-americana.
As práticas são lúdicas e dinâmicas, envolvendo o corpo e os sentidos, resgatando o conceito ancestral de vida=movimento.
A conjugação de ensinamentos teóricos com a experimentação prática por meio de vivências e exercícios nos permite aprender, não apenas no intelecto, mas com nosso ser integral.
Por meio dessa pedagogia integral, a Ecologia deixa de ser algo externo e passa a fazer parte, efetivamente, de todo nosso ser. No Programa são trabalhados e abordados temas e valores como solidariedade e respeito, os relacionamentos interpessoais em um grupo e a auto-estima individual, saúde e bem estar, ecologia e sustentabilidade.

Metodologia:
Voltado para a formação de educadores, assim como para grupos de adolescentes, jovens e crianças, de qualquer idade, o Programa Raízes propõe atividades em grupo, com fundamentação teórica e prática em tradições ancestrais, de culturas ameríndias e afro-americanas.
Nessas atividades são apresentadas diversas possibilidades de conexões interdisciplinares com as distintas matérias e conteúdos das diferentes áreas de conhecimento.
No Programa, o grupo assiste a exposições/palestras sobre os temas que serão trabalhados, realiza práticas e vivências e, por fim, discute e avalia a experiência vivida.
Tanto as atividades, assim como os ensinamentos do Programa Pedagógico Raízes é o resultado da pesquisa e trabalho do educador Wanderson Ribas (Ka Ribas), que coletou informações junto a diferentes Tradições e busca viver sob princípios de Paz, Equilíbrio, Harmonia e Beleza, fundamentos dessas mesmas Tradições.

Conexões interdisciplinares com temas ameríndios e afro-americanos do Programa Raízes:
· Danças guerreiras indígenas e afro-brasileiras (capoeira angola) e Educação Física.
· A geometria indígena, das danças nativas e da capoeira, os fractais, o sistema vigesimal (de base vinte) meso-americano (Maias e povos mexicanos) e a Matemática.
· Astronomia, calendários indígenas, tecnologia, sustentabilidade e as Ciências.
· Ética ecológica, cosmovisão e cosmogonia e a Filosofia.
· Formas de escrita, poesia indígena e afro-brasileira e a Língua Portuguesa.
· O mosaico americano, africano e o Brasil antes da chegada dos europeus, a resistência cultural e a História.
· Espaços rituais, natureza sagrada, sociedades tribais, comunidades auto-sustentáveis e a Geografia.
· Espiritualidade indígena e afro-americana, sincretismo, mestiçagem cultural e o Ensino Religioso.

Sobre o Facilitador do Programa:
O educador, geobiólogo e historiador Wanderson Ribas (Ka Ribas) pesquisa, vive e compartilha os ensinamentos de tradições e culturas ancestrais.
Possui especialização em História da América Latina pela PUC-MG, com curso de atualização em Ensino de História e Cultura Africana e Afro-brasileira pelo CEFOR – Centro de Formação de Professores PUC Minas e formação como geobiólogo por meio da Arte Zahori. Realizou estudos em diferentes áreas do Brasil e de países da América Latina. Pratica Capoeira Angola há mais de dez anos, tendo sido aluno de Mestre Primo do Grupo IÚNA (primeiro grupo de Capoeira Angola de BH).
Participou do Programa Estudante Sustentável, parceria entre a Universidade Federal de Minas Gerais e o Instituto Brasileiro de Geobiologia.
Compôs entre julho de 2007 a agosto de 2010 a equipe técnica da Diretoria de Memória e Patrimônio Cultural da Prefeitura de Contagem, desenvolvendo pesquisa e atividades junto à Comunidade dos Arturos, agrupamento familiar reconhecido como Remanescente de Quilombo pela Fundação Palmares e considerada referência em Tradições afro-mineiras.
Realiza projetos geobiológicos associados a eco-design. Desenvolve oficinas e cursos em que apresenta a sustentabilidade e ética ecológica de culturas ancestrais.
Foi expositor:
· I Congresso Internacional de Geobiologia e Biologia da Construção – São Paulo, em 2006.
· I Taller Internacional de Geobiologia, em 2007, na cidade de Cochabamba – Bolívia.
· I BioHabitar e II Congresso de Geobiologia e Biologia da Construção, na Escola de Arquitetura da UFMG, em 2008.
É autor da obra “A Ciência Sagrada dos Incas”, lançado em 2008 pela Editora Madras-SP.
Desenvolveu, em 2010, um projeto de Eco-Capoeira, dentro do programa Escola Aberta, na Escola Municipal Carmela Caruso Aluoto em Casa Branca, Brumadinho-MG.
Trabalha como professor de história na Escola Municipal Walter Lopes da Prefeitura de Contagem-MG.

[1]Ecologia Integral é um conceito abrangente de Ecologia que a relaciona não apenas com o meio ambiente mas com todas as relações interpessoais, incluindo a sociedade e o autoconhecimento.
[2] Ecologia Profunda é a idéia de que a natureza é um bem em si mesma e não mera coadjuvante da espécie humana, parte do princípio de que todas as formas de vida tem o mesmo valor e importância.

Um comentário:

vandasrw2009 disse...

Estou completamente encantada, pela riqueza programática de sua proposta. E a hora é essa ka,os Senadores estão discutido o Plano Nacional da Educação onde mudanças
no Currículo estarão, acontecendo e a sua proposta terá lugar com toda certeza.
Aqui estaremos estudando e discutindo
as 18 Metas do Plano,ok ?
Parabéns