quinta-feira, 10 de junho de 2010

Solstício de Inverno

No modelo ou paradigma indígena, a repetição, retorno ou alternância de situações é um fenômeno “natural”, assim como o são todos os demais ciclos da natureza: o dia e a noite, as estações do ano solar, as fases da lua, períodos de seca e de chuvas e o ciclo menstrual da mulher. Assim como a mulher só pode conceber em alguns poucos dias de seu ciclo menstrual, existem os dias propícios e de qualidade energética específica para serem executados determinados rituais e cerimônias.
Nas línguas quetchua e aymara, nativas da região andina, a palavra Pacha pode significar tanto o Tempo quanto o Espaço, conceitos que possuem uma estreita correspondência dentro da concepção andina. Aplicando o conceito de Pacha à localização espacial dos santuários da natureza e pontos de invulgar qualidade e intensidade energética, ampliamos a noção de Lugar de Poder com o que podemos chamar de "Tempo de Poder".
Assim, rituais realizados em datas especiais, em lugares específicos, podem ampliar e potencializar determinados padrões energéticos.
O Solstício de Inverno é um dos principais desses momentos de poder, serve, inclusive, como referencia para o encerramento e início do ciclo solar. O próprio calendário gregoriano, que rege a grande maioria do mundo globalizado, baseia-se no inverno do hemisfério norte, a partir de dezembro, para encerrar seu ano solar. Dez a nove dias após o solstício, o ciclo é reiniciado no dia 1º de janeiro.
Para nós do hemisfério sul, esse importante momento astronômico e energético acontece em junho, se formos coerentes com os ciclos e funções da natureza, é agora que termina e começa nosso "ano" solar. Para a tradição Aymara, do altiplano boliviano, entraremos, a partir de 21 de junho de 2010, no ano 5.518!
Esse é um momento propício para o recolhimento interno, avaliação do que passou e começar a "sonhar" novos projetos. É auspicioso realizar cerimônias e rituais que agradeçam o que foi recebido e que estejamos abertos para as bençãos que estão para vir.
Finalizo esse texto com o convite, para os que vivem perto de Belo Horizonte ou estiverem por aqui próximo ao solstício, para particparem de um celebração que será realizada no domingo, 20 de junho, véspera do dia do solstício, em Casa Branca, povoado que pertence ao munícipio de Brumadinho, onde subiremos ao topo de uma das montanhas da região, até a um lugar de poder, onde reberemos os primeiros e energéticos raios do Pai Sol (já com o padrão especial do solstício) e realizaremos uma oferenda de flores, sementes, frutas e outros produtos naturais para a Mãe Natureza, em agradecimento pela fartura e saúde.
No mais, que as bençãos do Grande Espírito estejam com todos nesse novo ciclo que se inicia, que os sonhos que forem semeados se realizem e que a cura de cada um e de todo o planeta se manifeste!
Aho Metakiase - Por Todas as Nossas Relações!

Um comentário:

Gislaine disse...

Olá Ka!!
Gostei muito do blog e da forma suave com que conduz a energia!!

Que os Ventos soprem suaves em seu caminho!!